As Principais Tendências Outono Inverno 2020

De onde surgem as tendências e como interpretá-las

Meus amores, sei que estamos na quarentena, mas aproveitem esse tempinho pra se inspirarem na Coleção Outono Inverno 2020, que já está nas vitrines onlines de todo país. E conheçam um pouquinho de onde vem e surgem as tendências.

Toda tendência parte de um movimento que torna-se um comportamento social e atinge um determinado grupo de pessoas, que pode expandir, assumindo o tamanho de uma macrotendência e atingir parâmetros globais e um período de tempo maior, ou manter-se menor e regional. Então, elas surgem de nós mesmos, o espírito do tempo – ou zeitgeist – nos leva a comportamentos similares em determinadas épocas. Os estilistas criam suas coleções em cima de tais estudos, unindo arte, história, semiótica e sociologia para levarem à passarela peças que tornam-se desejo e também servem como uma premissa do que está por vir.

 

 

A interpretação das tendências pode parecer difícil, mas após treinar o olhar, torna-se fácil identificar cada código não verbal e relacioná-lo a fatos históricos ou referências de qualquer que seja o tema. Nós, profissionais da moda estamos aqui como mediadores e comunicamos a moda para quem se interessa e deseja se beneficiar dela, tanto para fins estéticos quanto para reforçar sua identidade e auto expressão.

A moda contemporânea abrange cada vez mais assuntos sociopolíticos e também sobre a pressão dos padrões estéticos tanto sobre as mulheres quanto sobre os homens. A sustentabilidade é assunto cada vez mais recorrente em diversas categorias, não somente na moda, o que resulta em hábitos de consumo a serem repensados, consumidores cada vez mais exigentes com a transparência das marcas, tecidos ecológicos e uma cartela de cores que nos traz a sensação de proximidade com a natureza.

A consciência do feminismo influencia e modifica diretamente a silhueta das mulheres, e a dos homens também, proporcionando mais liberdade para ambos. As dualidades políticas são traduzidas em peças com peso e fluidez, desconstrução de modelagens clássicas e atemporais como a alfaiataria, representando, mesmo que subjetivamente, a ruptura de padrões e fazendo – ou pelo menos tentando – o conservadorismo dar lugar à novas ideias e novos hábitos, tão necessários para a evolução.

 

Também pode-se falar sobre uma maioria formada por minorias que tomaram consciência de seus lugares, deixando de lado, aos poucos, a identidade marginalizada que sempre lhes foi conferida, e que passa a levar a grandes espaços nunca ocupados uma moda mais urbana, democrática e representativa, que torna-se desejo ao incorporar coleções de marcas consolidadas há séculos e décadas, acabando por endossar discursos urgentes e necessários.

Já questionou o porquê do desejo por peças com pegada mais street, ou qual a origem das frases que estampam algumas camisetas? Tudo está ligado, e não pense em momento algum que a moda é desconexa com o que acontece no mundo: ela é uma representação tangível de diversos sentimentos e acontecimentos, e serve como ferramenta de expressão para o que quer que você tenha a dizer. Desde o conceito, passando pela modelagem, cartela de cores, tecidos e caimentos, tudo tem algo a ser transmitido, de maneira guiada ou propositalmente subjetiva, aberta a diversas interpretações.

As apostas para as próximas estações

Algumas das tendências vistas na passarela de Outono/Inverno 2020 tanto nacional quanto internacional são nossas conhecidas de longa data quando as baixas temperaturas começam a dar as caras: o bege, as variedades de xadrez, os sobretudos e peças, estampas e cores que exalam uma elegância nata. Porém, muitas novidades em relação à cores, tecidos, modelagens e silhuetas estão por vir, além de acessórios statement que prometem editar visuais maximalistas e deixá-los ainda mais exuberantes.

Confira agora as tendências do Outono/Inverno 2020 e descubra quais são as peças e acessórios que mais combinam com seu estilo e closet:

 

CORES, ESTAMPAS E TEXTURAS

  • Classic blue

Classic blue é a cor do ano de 2020 eleita pela Pantone. A tonalidade intensa de azul transmite introspecção, clareza, proteção, confiança, calma e uma base estável e confiável em meio a um mundo tão entregue à tecnologia e inteligência digital. Confira nesse artigo e descubra maneiras atuais de já incorporar a tonalidade aos looks!

 

                                                                                    Reprodução / Pinterest

 

Reprodução / Pinterest

 

  • Verde e suas tonalidades

Verde musgo, militar, folha, esmeralda, lima ou mint, independente da nuance, a cor reinará em looks e acessórios na próxima estação. A recorrente busca pelos tons que nos aproxima da natureza é por conta da recorrente busca pela sustentabilidade, que foi despertada por conta de catástrofes naturais ou acidentes causados pelo homem nas últimas décadas, além da procura por uma vida mais leve, orgânica e menos artificial.

 

Para usar a cor em looks invernais, combine tonalidades mais fechadas com marrom e aposte em tecidos acetinados e modelagens com volumes inflados.

Quando o verde é combinado com vermelho, sua cor análoga, independente da tonalidade, temos como resultado um visual moderno e impactante. Outras cores interessantes e nada básicas para fazerem par com a cor da vez é o amarelo, fúcsia e roxo. Para visuais mais discretos no dia a dia, combine com cores neutras, como azul marinho, preto, branco ou bege.

  • Bege

Quem lembra da soberania do bege na temporada de outono/inverno passada? Em 2019 a cor foi muito mais além dos clássicos sobretudos e dominou até mesmo o underwear. Tanto em looks monocromáticos quanto em visuais com cores básicas ou com tonalidades da estação, o bege exala uma elegância descomplicada e agrada a todos os estilos.

Imagem inspiração com looks outono/inverno 2020.
Reprodução/Pinterest

Para produções atuais nesta temporada, aposte em usar a cor não somente nos sobretudos e casacos, mas em blusas com transparência, volumes, babados e bordados.

A variedade de peças em tule e organza, principalmente blusas e vestidos com camadas volumosas serão bons investimentos para quem quer looks beges que saiam da categoria básica e casual.

  • Bloco de cores

Os dias frios do ano de 2020 prometem ser mais alegres e coloridos. Não que o cinza, preto e tonalidades de azul escuro serão deixados de lado, mas cores intensas e tons fortes serão frequentemente vistos nos looks mais desejados da temporada, e não de maneira separada, mas sim em color blockings, assim como sugerimos combinar os tons de verde com cores nada básicas.

Imagem inspiração com looks outono/inverno 2020.
Reprodução/Pinterest

Mas como usar o tal do bloco de cores? É possível fazer combinações entre peças e acessórios: imagine um look monocromático roxo com acessórios maximalistas rosa pink, ou uma blusa assimétrica verde de mangas bufantes com uma calça em uma tonalidade mais fechada de laranja com um scarpin azul.

Além das peças estrategicamente coordenadas, recortes inusitados principalmente em blusas, camisas e casacos podem mesclar cores interessantes e intensas, tornando-se protagonista nos visuais e abrindo possibilidades para escolher as outras peças do look combinando com alguma cor do recorte.

  • Variedades de xadrez

Os xadrezes sempre aparecem em peso nas temporadas de outono/inverno, e em 2020 não seria diferente. Segundo as passarelas nacionais e internacionais, os holofotes estarão na direção de padronagens mais geométricas e simplificadas.

Imagem inspiração com looks outono/inverno 2020.
Reprodução/Pinterest

 

Mas é claro que você ainda pode – e deve – aproveitar peças com o xadrez Burberry, tartan, que é uma clara referência ao grunge noventista, e o elegante Príncipe de Gales.

E ainda lembrando os anos 1990, os conjuntinhos com a padronagem a là “Patricinhas de Beverly Hills” serão frequentemente vistos em produções super atuais e estilosas do streetstyle.

TECIDOS

  • Acetinados

Não é novidade que a elegância dos tecidos acetinados invadiram até mesmo os looks mais casuais para trazer elegância e modernidade ao cotidiano. Inverno ou verão, sedas, cetins e crepes com acabamento brilhoso fazem sucesso há algumas temporadas, colaborando com a crescente onda maximalista que pretende dominar as próximas tendências do universo fashion.

Para looks atuais com o tecido da vez, é interessante apostar em peças que sejam de cores intensas e em modelagens como blusas de mangas bufantes ou com detalhes como pregas, babados ou franzidos e mesclá-lo com jeans, para uma proposta casual, ou alfaiataria, para uma produção elegante que pode ser usada até mesmo no look office, compondo um visual nada óbvio.

  • Metalizados

Tanto tecidos quanto aplicações e designs de superfície metalizados foram frequentemente vistos em desfiles de marcas como Balmain, McQueen e Louis Vuitton, indicando que o acabamento glamouroso, principalmente na cor prata, muito em breve estará de volta de maneira atualizada, e provavelmente dominará o closet de quem gosta de looks modernos, urbanos e dramáticos.

Imagem inspiração com looks outono/inverno 2020.
Reprodução/Pinterest

 

  • Couro

Toda a imponência do couro marcará presença no outono inverno 2020, mas não se prenda tanto à ideia da clássica jaqueta preta com pegada rocker: o modelo é um clássico e poderá sempre ser usado, mas, se a intenção é conquistar um look atualizado, prefira pelos modelos alongados de couro, com um shape over e em cores neutras, como o bege e tons terrosos.

MODELAGENS

  • Mangas bufantes, extralongas e volumes inflados

As três características podem ser inseridas em apenas um tópico porque elas estão relacionadas. Os volumes inflados proporcionados por modelagens que contam com franzidos e tecidos mais estruturados foram frequentemente vistos nas passarelas, principalmente as mangas bufantes, que continuam referenciando o exagero dos anos 80, com ou sem ombreiras e punhos largos.

As mangas com comprimento extralongo, mas com um design mais enxuto também pode aparecer em camisas e blusas de linhas mais minimalistas.

  • Franzidos, pregas e nervuras

Os franzidos, pregas e nervuras são detalhes que trazem volume e que servem para adaptar melhor as roupas ao corpo e andam aparecendo com frequência, principalmente em blusas e camisas com uma modelagem mais bem trabalhada, transformando peças básicas em roupas bem elaboradas que atendem desde os looks cotidianos até os mais formais.

  • Uma nova alfaiataria

Vamos começar pela alfaiataria, já que tem um bom tempo que ela deixou seu ar sisudo pra trás e passou a adquirir uma estética mais cool, mais leve e moderna. Os conjuntinhos agora são usados com tênis e podemos encontrá-los em cores nada óbvias e numa cartela que é totalmente oposta aos tons neutros, embora eles ainda existam e continuam sendo desejo entre as apreciadoras de todos os estilos. A modelagem da alfaiataria em si mudou: ela tem assimetrias, volumes inflados, cortes extravagantes e oversized, além de recortes inusitados.

Imagem inspiração com looks outono/inverno 2020.

Se antes um blazer e calça era uma dupla para ser obrigatoriamente usada com um scarpin de salto fino, hoje, o tênis reina, e digo mais: com as meias à mostra.

Mas estamos falando de tendências e da alfaiataria inserida no street style, claro que em ambientes formais e que pedem por um determinado dress code a alfaiataria clássica, em cores neutras e combinada com calçados sóbrios ainda prevalece.

  • Blusas peplum

Lembra das blusas peplum, que foram sucesso lá por 2012, 2013? Eu não sei se vocês já perceberam, mas junto das mangas bufantes e do decote quadrado, ela promete um retorno triunfal na próxima estação.

E ela já está aparecendo com bastante frequência agora mesmo, no verão, em blusinhas frescas feitas em algodão.

  • Capas

Vamos falar agora das capas. A gente sabe que os blazers, as jaquetas e os sobretudos são nossos queridinhos quando as temperaturas baixam, mas as capas prometem se tornar uma das nossas principais aliadas no frio.

E ela é bem versátil, porque um modelo mais sóbrio pode coordenar com diversos looks do nosso guarda roupas, desde um visual casual e de trabalho até a moda festa, porque às vezes estamos com um vestido belíssimo, mas que não é muito quente, e ela é prática e elegante para a ocasião.

  • Casacos oversized

Vivemos em tempos de dualidade, tanto na moda quanto em diversos outros aspectos.

E assim como a cintura terá grande destaque a partir de peças bem estruturadas e de cós alto, os casacos e as sobreposições virão com um shape mais oversized, deixando o visual invernal mais imponente, através de ombros bem marcados, grandes golas de alfaiataria e comprimentos até os joelhos ou ainda maiores.

  • Espartilhos

Desde meados de 2018 o espartilho ensaia seu retorno para os looks do “dia a dia”. E o street style das temporadas mais atuais de moda não nos deixam mentir: o item um tanto quanto imponente – e polêmico – aparece em composições nada óbvias, sobrepondo peças mais estruturadas e colocando a cintura em seu devido lugar.

A peça também inspira outras modelagens, que incluem, é claro, a cintura marcada, amarrações com ilhós tipo cadarços e outras partes de cima com uma base bem estruturada.

É possível buscar inspirações em qual modelo de espartilho investir em looks de artistas, já que a peça ainda está no seu período de vanguarda, mas aguarde, pois muito em breve o item aparecerá com frequência em lojas mais populares. Queremos saber: você usaria?

  • Tricôs

O clássico invernal aparece para dar continuidade à tendência da valorização do feito à mão, que veio tão forte durante o verão. As malhas mais soltinhas e com texturas são sempre nossas aliadas nos dias mais frios, fazendo desde confortáveis composições casuais, até as mais elaboradas produções para trabalho, ou marcando presença até mesmo em ocasiões mais especiais.

DETALHES

  • Franjas

Franjas mais delicadas aparecem em peças desde a moda festa até vestidos que podemos usar no dia a dia com um bom tênis e uma bolsa de couro, por exemplo. Mas a referência das franjas não tem muito a ver com a estética country, como aconteceu há poucas temporadas atrás, e sim, com as melindrosas dos anos 20.

Imagem inspiração com looks outono/inverno 2020.
Reprodução/Pinterest

Aliás, as franjas me fazem querer comparar os anos 1920 com 2020: ao mesmo tempo que muita coisa mudou, ainda continuamos lutando por algumas coisas em comum, e com certeza, a tendência vem desse insight.

  • Assimetria

A assimetria também é um elemento de estilo que vimos bastante. Ela aparece tanto na alfaiataria quanto na moda casual, e vai desde a barra irregular de um vestido até as mangas ou decote.

  • Laços exuberantes

Um dos detalhes preferidos de quem faz produção de moda de clipes de música e editoriais mais vanguardistas são os laços exagerados.

Um símbolo delicado e caracteristicamente feminino foi aumentado e ganhou papel protagonista em diversos looks, trazendo uma pegada imponente, fashion e moderna, ainda mais quando os laços são combinados com cores mais escuras e quando fazem contrastes, seja de cores ou de tecidos e estilos.

  • Babados

Na verdade os babados nunca nos deixaram, em algumas temporadas eles apenas aparecem um pouco menos, e na estação atual ele vem desde a moda casual até a moda praia, trazendo um toque leve e bem feminino, mas na próxima temporada ele vai aparecer de uma maneira mais pesada, tipo referenciando o período vitoriano e mesclando romantismo com dramaticidade.

Imagem inspiração com looks outono/inverno 2020.
Reprodução/Pinterest

O legal é investir em peças em cores escuras e intensas com os babados, fazendo um contraponto entre feminilidade e força. Também dê atenção à camisas que contam com o detalhe no decote, nos ombros e na parte do busto.

Apesar de delicados, eles fazem volume e deixam a peça mais imponente, e como eu disse, claramente o efeito é potencializado com cores escuras.

  • Plissados

É hora de resgatar aquela saia plissada do fundo do armário! O item extremamente romântico faz parte das tendências do outono inverno 2020 e oferece milhares de possibilidades de propostas de looks! Desde os caracteristicamente femininos até os modernos, imponentes e até mesmo fashionistas, com sobreposições oversized e botas de cano alto, fazendo um interessante mix de texturas.

SILHUETA

Lembram que eu falei sobre os cintos e os recortes? Pois então, eles que manterão a cintura alta no lugar. Lógico que as passarelas muitas vezes apresentam peças mais vanguardistas, mas até mesmo os homens experimentarão a liberdade de se vestir como desejam, e poderão explorar roupas com uma cintura mais alta.

Imagem inspiração com looks outono/inverno 2020.
Reprodução/Pinterest
Mas ao mesmo tempo, sobreposições mais soltas e que neutralizam a silhueta também aparecerão: esqueça a ideia de que a parte de baixo deve ficar escondida pelas roupas de cima, isso é uma regra que nessa temporada de inverno deve ser quebrada. E não pense que a tendência abrange somente looks modernos e sóbrios: tem como ficar bem feminina fazendo as combinações certas, investindo em determinados tecidos e cores.

Ufa …

Depois falamos de acessórios e calçados, mas nesse artigo já deu um pouquinho pra você se inspirar nessa tendência que está começando.

Um abraço virtual

Luciana Peixoto.

Fonte: Pinterest / Paraiso Feminino

Share this post